DE REPENTE 30 – Sobrevivendo a crise dos 30 anos

 

Pesquisas sobre o desenvolvimento psicológico de adultos revelam aspectos interessantes sobre a idade dos 30 anos. Após vários anos consumidos com explosões de inquietação e duvida, comuns na idade dos 20 anos, na idade dos 30 você encontra enfim relativa estabilidade e foco, porém alguns aspectos são extremamente relevantes nessa faixa de idade.

Passando por momentos de Estabilidade

Para muitos de nós, os 20 anos estavam cheios de mudança, inquietações, duvidas imensas sobre a carreira, relacionamentos amorosos, etc. Nos 20, existe muita atividade e muita ansiedade. Porém, nos 30 você se percebe bem mais resolvido, seja no casamento ou na carreira, você tem tempo para recuperar o folego perdido e então passa a fazer um balanço de onde você está em sua vida.

Refletindo sobre o seu Passado

É neste ponto que a crise começa. Refletindo sobre o seu passado você pode se ver pensando e analisando a sua infância, se perguntando onde esteve durante todo esse tempo e o que o levou até onde você está agora. Com frequência é possível que exista uma visão crítica dos próprios pais; alguns optam por se afastar deles por causa das magoas do passado – a rigidez e intolerância deles, sua incapacidade de compreender como você se sentia quando era criança ou adolescente, como pareciam insensíveis aos seus desafios juvenis. Tudo isso o remete a momentos traumáticos de sua vida, como o divórcio dos pais, excesso de mudanças, ou mesmo seus momentos de depressão e tristeza. E agora, aos 30, você está olhando para o passado através de uma nova lente, de uma nova perspectiva, mais madura, mais realista. Se você compartilha essas reflexões com seus pais, é muito provável que eles não entendam o que você está falando e nem o motivo porque faz tanto barulho sobre essas questões tanto tempo depois. Talvez nem você entenda.

Foco na Carreira

Os primeiros anos da vida profissionais podem, agora, parecer insatisfatórios. Talvez você se dê conta de que não fez nenhum planejamento da carreira e agora seu trabalho parece chato ou muito competitivo. Parte de sua criatividade e senso de propósito foram perdidos ou deixados de lado e agora você tem uma chance de reavaliação. Talvez esteja pensando em fazer uma pós-graduação em algo novo. Parece impossível admitir que irá passar o resto de sua vida fazendo o que está fazendo agora.

Crises nos Relacionamentos

Para aqueles que se casaram em seus 20 anos é muito provável que esteja passando pela famosa crise dos 7 anos (talvez escreva sobre isto numa outra oportunidade) e, com ela, a sensação de que existe uma lacuna entre a vida que você está vivendo, com todas as suas rotinas e compromissos e quem você é hoje, ou gostaria de ser. Aqui os casais começam a brigar, se separam em vidas paralelas ou se tornam focados na educação dos filhos. Aquilo que, antes, mais te atraia em seu parceiro, agora não é mais tão atraente assim, você busca ter mais momentos sozinhos, valoriza esse tempo solitário, pois tem, nesses momentos, a possiblidade de ser mais você ou o que quer ser. É como se sentir num barco à deriva, muitas vezes sendo empurrado para trás.

Se você passou pelo termino de um relacionamento ou divórcio, talvez o sentimento de solidão seja algo terrível. Você pode fugir para sua carreira, se isto funcionar, ou para aplicativos de relacionamentos ou encontros (tinder, happn e outros) na esperança de encontrar um novo relacionamento. Nos bons dias é a chance de uma nova história, nos dias ruins, a sensação terrível de estar num buraco escuro e sozinho

Se você não tem filhos e é mulher, a pressão por tê-los pode ser ainda mais angustiante. Junte a isto o medo de repetir os mesmos erros de seus pais, e esse período pode ser esmagador.

Resumindo é um período difícil, para dizer o mínimo. Mas se você está passando por este período, o que pode fazer?

Assuma sua Identidade

Assuma sua idade, você está passando por uma fase incrível e tem a oportunidade para autorreflexão e quem sabe a última oportunidade para virar a chave de sua vida. Não se desespere nem entre em pânico caso a vida que esteja levando seja diferente daquela que sonhou. Respire fundo, dê um passo para trás. Analise o que está acontecendo, avalie suas opções. Este é um bom momento para redefinir seus valores e prioridades. O que você mais precisa agora? Com base na sua experiência de vida até aqui o que é mais importante? Avalie no que vale a pena se concentrar. Este é um bom momento para encontrar o propósito de sua vida. Não tenha medo de pensar grande. Perceba que, às vezes, você pode se sentir preso, porém este pensamento é equivocado e você é mais livre do que nunca para tomar as suas próprias decisões.

Redefina seus Valores e Prioridades

Um bom momento para redefinir seus valores e prioridades. O que você mais precisa agora? Como, com base no que você acredita e aprendeu, é mais importante que você se concentre agora? O que em um bom dia é o seu propósito de sua vida? (Não tenha medo de pensar grande.) Perceba que, às vezes, você pode se sentir preso, que na verdade nunca está preso e que é uma questão de realizar suas escolhas, por mais limitadas que estejam agora.

Explore as oportunidades

Fazer uma pós-graduação é uma boa ideia – pesquise sobre isso. Converse com seus amigos de diferentes carreiras e descubra o que eles gostam ou o que não gostam em seus trabalhos. Converse com seus pais sobre seu passado, não para reclamar, mas para ter uma perspectiva diferente sobre as decisões que eles tomaram em suas vidas e por quê. Traga a criatividade de volta à sua vida, fazendo aulas de música, arte, dança etc., explore novas atividades através de programas de voluntariado.

A vida é para ser descoberta, não apenas, construída.

Tente ver sua vida como uma descoberta, ao invés de algo que você constrói. Não atingir um objetivo não significa fracassar, mas apenas um indicativo que pode haver outro caminho que você precisa explorar e assumir como seu.

Este é o melhor momento para procurar um Psicólogo.

Trata-se de ter um lugar seguro para refletir sobre seus pensamentos, ter alguém fora de você para desafiar seu pensamento e suas crenças. Também é um lugar para resolver problemas – seu relacionamento, seu trabalho, o bebê. Não precisa ser a longo prazo, mas sim algo para iniciar seu pensamento e ajudá-lo a se sentir menos sozinho.

Esses períodos de transição geralmente duram de 2 a 3 anos. Tente ver isso como uma transição importante em sua evolução contínua e autoria de sua vida.

Pense nisso como prática para quando a crise da meia-idade chegar.

 

1 Comment

  1. Melhor frase e que me fez refletir..”Não atingir um objetivo não significa fracassar, mas apenas um indicativo que pode haver outro caminho que você precisa explorar e assumir como seu.”… Texto perfeito! Uma análise profunda de uma fase incrível da vida!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s