7 Passos para Desenvolver o Perdão

Poucos temas mexem tanto em nosso mundo interno como o tema do perdão. Afinal, quem nunca foi ofendido, tratado injustamente ou prejudicado intencionalmente?

Porém, apesar de ser difícil lidar com este assunto, viver como se ele não fosse importante causa mais desgraça ainda. Quantas e quantas pessoas adoecem, e morrem, amarguradas por causa de uma ofensa…

De forma objetiva, gostaria de apresentar 7 passos que você pode dar, para se livrar de ofensas passadas, que ainda são presentes em seus mundo interno.

7 Passos para desenvolver o Perdão

1º Recordar-se da ofensa e aceitar o sofrimento

Saiba exatamente como você se sente sobre o que ocorreu e seja capaz de expressar o que há de errado na situação. Então, relate a sua experiência a umas duas pessoas de confiança. Evitar sofrer não torna as coisas mais fáceis. Deixar o sofrimento acontecer como condição natural, proporciona oportunidade para que ele desapareça.

2º Empatia para entender o ponto de vista do outro

Capacidade de compreender o sentimento ou ação/reação da outra pessoa imaginando-se nas mesmas circunstâncias.

3º Altruísmo para tentar sobressair a questão

Entenda seu objetivo. Perdoar não significa necessariamente reconciliar-se com a pessoa que o perturbou, nem se tornar cúmplice dela. O que você procura é paz. Desista de esperar, de outras pessoas, coisas que elas não escolheram dar a você. Você sofrerá se exigir que as coisas aconteçam quando você não tem o poder de fazê-las acontecer.

4º Compromisso com o perdão e Ação

A partir da aceitação e escolha, comprometer-se com o futuro que é o único tempo à nossa frente que pode ser mudado. Compromete- se consigo mesmo a fazer o que for preciso para se sentir melhor. O ato de perdoar é para você e ninguém mais. Ninguém mais precisa saber sua decisão. Após definir o que queremos mudar, o que resta é adotar comportamentos que façam a mudança acontecer, ou seja, colocar em ação o novo planejamento de vida.

5º Honrar a opção pelo perdão

Coloque sua energia em tentar alcançar seus objetivos positivos por um meio que não seja através da experiência que o feriu. Em vez de reprisar mentalmente sua mágoa, procure outros caminhos para seus fins.

6º Ajuste as lentes

Tenha uma perspectiva correta dos acontecimentos. Reconheça que o seu aborrecimento vem dos sentimentos negativos e desconforto físico de que você sofre agora, e não daquilo que o ofendeu ou agrediu dois minutos – ou dez anos – atrás. Lembre-se de que uma vida bem vivida é a sua melhor vingança. Em vez de se concentrar nas suas mágoas – o que daria poder  à pessoa que o magoou – aprenda a buscar o amor, a beleza e a bondade ao seu redor. Modifique a sua história de ressentimento de forma que ela o lembre da escolha heróica que é perdoar. Passe de vítima a herói na história que você contar.

7º Relaxe

No momento em que você se sentir aflito, pratique técnicas de controle de estresse para atenuar os mecanismos de seu corpo.

Categorias:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s